domingo, 1 de junho de 2008


“Você

Tem que saber

Que eu quero é

Correr o mundo,

Correr perigo

Que quero é

Ir-me embora

Eu quero dar o fora...”


E quero que vocÊ venha comigo... todo dia, todo diaaa, quero que você,venha comigo,ohhhhh....
















Fernando Pessoa



Deus costuma usar a solidão
para nos ensinar sobre a convivência.
Às vezes, usa a raiva para que possamos
compreender o infinito valor da paz.
Outras vezes usa o tédio,

quando quer nos mostrar

a importância da aventura e do abandono.
Deus costuma usar o silêncio para nos ensinar
sobre a responsabilidade do que dizemos.
Às vezes usa o cansaço, para que possamos
compreender o valor do despertar.
Outras vezes usa a doença, quando quer
nos mostrar a importância da saúde.
Deus costuma usar o fogo,

para nos ensinar a andar sobre a água.
Às vezes, usa a terra, para que possamos
compreender o valor do ar.
Outras vezes usa a morte, quando quer
nos mostrar a importância da vida“.


2 comentários:

  1. Realmente, não prestamos atenção e reclamos das experiencias diárias, mas sempre temos amigos leais, que mesmo com as adversidades do tempo e da distancia, demonstram a importancia dos contrates nos faz enxergar o quão é importante viver e sobreviver às tormentas. Vc é uma dessas pessoas que insiste em puxar minha orelha toda semana..rsrs. A amizade é a forma que Deus encontrou de nos policiar a todo instante, afim de nao nos sentirmos abandonados qdo não temos condiçoes de enxergar o caminho!!Bjaooo bruuuuu.Juju

    ResponderExcluir
  2. Todos os momentos são importantes, principalmente quando sabemos tirar lições de vida deles.
    abração.
    Torço por sua felicidade.
    Tenho três grandes amigas assistentes sociais. Amiga, amiga.
    Aprendo muito com elas, é um bela profissão, muito importante para a sociedade, para o ser humano assistido.

    ResponderExcluir

Agradeço suas preciosas palavras!!bj!!

Acredite em você

Acreditar em nossa capacidade interior é questão de sentir, quando você conecta-se ao universo e sente aquela energia preencher-lhe a alma,...