quarta-feira, 24 de março de 2010

simplesss....

foto:arquivo particular/Tijucas do Sul/21/03/10
SIMPLES, são os espontâneos pq abandonaram a hipocrisia e aprenderam a se desligar qdo preciso, do mundo externo,a fim de deixarem fluir amplamente no seu mundo interior as correntezas da luz; são todos aqueles que prestam atenção no DEUS EM SI, e entram em contato COM ELE e CONSIGO MESMO; São enfim, aqueles que já se permitem escutar sua fonte interior de inspiração e, ao mesmo tempo, confiar nela plenamente... (Hamed)

Elane Rebelo, assistente social, professora de música







encantada pela vida e busca sempre entender o ser humano!!






meus outros blogshttp://arielsol.blogspot.com e






http://servicosocialemdestaque.blogspot.com





EMAIL: elane_rebelo21@hotmail.com

sexta-feira, 19 de março de 2010

OLHAI OS LÍRIOS DOS CAMPOS

Olhai os Lírios dos Campos

"Considerai como crescem os lírios dos campos"
(Mt 6.28)

"Preciso de óleo" disse um monge. Então plantou uma muda de oliveira.

"Senhor", pediu ele, ela precisa de chuva, para que suas raízes possam beber e propiciar seu crescimento, "Mande chuva branda que não a machuque".

E o Senhor mandou-lhe chuvas brandas.

"Senhor", pediu novamente, "minha planta precisa de sol, não muito forte que a abrase".

E o sol brilhou dourando as nuvenzinhas chuvosas.

"Agora, preciso de neve para que minha oliveira ganhe robustez", pediu novamente, e a neve caiu sobre a planta.

No entanto, ao acordar no dia seguinte encontrou a plantinha morta.

Então o monge foi a outro e contou-lhe sua experiência.

"Eu também plantei uma oliveira", disse o outro, "e veja como está viçosa", mostrou. "Eu confiei minha planta ao Deus que a criou. Ele que a fez sabe do que ela precisa, melhor que monges como eu, não impus condições, não estabeleci meios ou maneiras, apenas pedi: manda o que ela precisa, chuva, sol, vento, neve, Tu o fizestes e Tu sabes.

Nós, como os lírios dos campos crescemos, quer no sol, quer na chuva, e muito mais que os lírios, Deus nos tem amor, e trabalha para quem nele espera, acredite na vida, alguém está cuidando de você, mesmo que não saibamos exatamente o que pedir, se houver amor em nossos corações, receberemos o sol e a chuva na hora certa.

Baseado em texto do livro "Mananciais no Deserto".
Elane Rebelo, assistente social, professora de música
encantada pela vida e busca sempre entender o ser humano!!
EMAIL: elane_rebelo21@hotmail.com

terça-feira, 16 de março de 2010

modos de amar....






Relacionamentos - Modos de Amar

Uma das frases que estamos acostumados a ouvir é: "Eu amo a meu modo". É claro que isso é dito em conseqüência das queixas e insatisfações do companheiro, que se sente pouco atendido em suas pretensões de carinho e atenção. Será mesmo que existem vários modos de amar? Ou será que a hipótese é usada, de má-fé, para encobrir a falta da capacidade de amar?

Há pessoas que gostam ? e necessitam ? de relações afetivas próximas e intensas, ao passo que outras preferem relações mais frouxas. Quando duas pessoas com expectativas amorosas diferentes se unem, é claro que aquela que espera um relacionamento mais intenso fica insatisfeita, mesmo quando o parceiro se dedica a ela da forma mais leal e honesta. Acho que talvez seja mais adequado pensar em diferentes graus de intensidade amorosa em vez de pensar em diferentes formas de amar.

Sim, porque esta última forma de raciocinar abre as portas para muitos tipos de comportamento claramente egoístas, em que se podem usar palavras de natureza amorosa sem que elas venham acompanhadas de comportamentos compatíveis. Dizer "eu te amo" não custa nenhum tipo de esforço ou sacrifício. Se expressões desse tipo não vêm acompanhadas de atitudes próprias desta emoção, elas são pura demagogia.

Funciona mais ou menos assim: o demagogo diz que ama a seu modo e que isto não significa ter atitudes de dedicação e agrado em relação ao seu par. Por outro lado, ele espera do parceiro a renúncia e a generosidade próprias do modo de amar do outro. O processo envolve, pois, dois pesos e duas medidas, uma vez que as pessoas que amam a seu modo nunca se relacionam intimamente com outras pessoas que amam do mesmo modo que elas, preferindo pessoas que amam de um modo mais convencional.

Temos todas as razões do mundo para desconfiar das palavras, especialmente daquelas que não vêm acompanhadas de atitudes coerentes com elas. Acho melhor encontrarmos uma só forma de descrever o amor e definitivamente só considerarmos como capazes de amar aqueles que se comportam de acordo com o descrito. Ou seja, penso que a melhor forma de conceituar o amor seja considerar que aquele que ama se sente muito bem em agradar e paparicar a pessoa amada.

Uns farão sacrifícios maiores para isso do que outros, mas todos aqueles que amam de verdade sentem-se felizes interiormente quando são capazes de proporcionar alegria e felicidade ao amado. Amar é, então, gostar de agradar a pessoa amada, ficar feliz com sua felicidade, querer ver a pessoa prosperar. É fazer todo o possível para que estas coisas se realizem.

Agradar a pessoa amada significa fazer as coisas que a deixam satisfeita e, principalmente, que a fazem sentir-se amada. E o que agrada a outra pessoa não é obrigatoriamente o que nós achamos que vai agradar. É importante observar quem se ama, conhecer seus gostos e vontades. Não tem cabimento um homem dar uma jóia de presente a uma mulher que não gosta de jóias! Às vezes vale mais uma flor do que um anel de brilhantes.

Quando não existe esse tipo de troca num relacionamento, penso que não deveríamos usar a palavra amor para descrever o elo que une duas pessoas. Não é raro que um dos indivíduos seja do tipo que sempre gosta de paparicar o parceiro, ao passo que o outro é displicente, só gosta de receber agrados, "ama a seu modo". Nesse caso, o que agrada ama, mas não está sendo amado, está sendo explorado. É co-autor de uma história de amor unilateral.

Não posso esconder as reservas que tenho em relação a esses tipos de relacionamento. Eles não fazem parte das verdadeiras histórias de amor, que são sempre trocas ricas e gratificantes para ambos os envolvidos. As verdadeiras histórias de amor acontecem quando duas pessoas amam do mesmo modo, e o sentimento provoca sempre uma enorme vontade de cuidar do amado.

Por Flávio Gikovate
www.flaviogikovate.com.br 

Elane Rebelo, assistente social, professora de música
encantada pela vida e busca sempre entender o ser humano!!
EMAIL: elane_rebelo21@hotmail.com





quarta-feira, 10 de março de 2010

ser feliz

Se eu perguntar à qualquer pessoa nesse exato momento o que  se passa pela sua mente, com certeza, ela saberá responder o que está acontecendo... mas de maneira superficial, pois são poucas pessoas que buscam
se autoconhecer, na realidade, muitas pessoas, inclusive, muitas mulheres, vivem como autômatas, robôs... não se analisam, apenas respiram e vivem conforme "DEUS QUER",porém, pessoas que ainda sabem dizer o que sentem, mesmo que superficialmente,estão no caminho...basta  reconhecer dentro de si, seus reais sentimentos, suas aspirações, necessidades, imprescindíveis ao ser humano.
Aos que apenas dizem, ah, não sei, sei lá... não sei o que quero, apenas vivo...essas estão perdidas, precisam de um caminho que as tire  dessa inércia... mas cabe a todas as pessoas, reconhecer a importância de se autoconhecer, de processar suas emoções de maneira que possam separá-las, discernir o que é importante no momento, pôr em prática...Será que é difícil??
Mas por que não tentar??
Quando estiver triste, tente identificar onde está a causa, se for com alguém, com algum fato, tente resolver,
tenha humildade de se corrigir, de rever seus conceitos, de falar, dialogar...diante algum sinal de ansiedade, tristeza, ira, tente parar, analisar e resolver o que melhor lhe convém...aceite suas emoções, sem pré-conceitos, sinta-as, viva-as, depois de sentí-las, se posicione como se fosse expectador de si mesmo e
peça à sua alma, nesse momento de paz, que lhe indique o caminho...
tenho certeza, que sua alma não falha, jamais...
Como disse Emmanuel:
Em todas as situações, nas quais o mal entreça desiquilíbrio, tenhamos a coragem do primeiro passo,em que a serenidade e o amor, a humildade e a paciência nos garantam de novo a harmonia do bem!!!
Fiquem com DEUS e pense que só você, é capaz de decidir o que é melhor para a sua vida!!!!
Elane Rebelo, assistente social, professora de música
encantada pela vida e busca sempre entender o ser humano!!
EMAIL: elane_rebelo21@hotmail.com

quarta-feira, 3 de março de 2010

DIA A DIA


 
 Olá!!
Aqui na capital paranaense continua um dia fresco,
sol suave, chuvas leves, muito bom!
Bom, hoje quero postar sobre determinação, mesmo diante das dificuldades, é melhor a pessoa dar dois passos por dia, rumo ao seu objetivo do que viver na inércia...
Vejo muitas mulheres que pelo fato de terem casado se acomodam pelo simoles fato de acharem que os afazeres domésticos são tudo e não se empenham em aprender algo novo, me refiro mesmo às dona de casa, acho lindo poderem e gostarem de cuidar da casa, do marido,filhos, etc, 
O estudo aprimora a alma, nos eleva e nos torna mais felizes, pois quanto mais aprendemos mais queremos saber...e você que já se formou, se graduou, se pós graduou, não pare nunca, se gradue também no espírito, busque Deus em tudo, agradeça cada momento...
Recomece seu dia, como se fosse o primeiro dia de sua vida, perdoe quem te ofendeu, se perdoe, se ame, se anime, não se faça de vítima, seja firme e determinada, mulher, você nasceu com a delicadeza de uma flor e a força de um leão, saiba usar e equilibrar o que você tem de melhor, se analisando, estudando, crescendo e colaborando por um mundo melhor...
Hoje é só... retornarei as visitas lindas de todos!!!

Mulher, envolva seu ambiente com o amor de Deus!!
Eu, me reconciliando com a natureza!
Bosque do Papa, Curitiba/PR/02/10



 
 
 
 
 
 
 
 
 
Elane Rebelo, assistente social, professora de música
encantada pela vida e busca sempre entender o ser humano!!

Acredite em você

Acreditar em nossa capacidade interior é questão de sentir, quando você conecta-se ao universo e sente aquela energia preencher-lhe a alma,...